Arquivo

Monthly Archives: Dezembro 2011

Agora devo voar, novamente. Obrigada por tudo. Até já, mundo novo.

Anúncios

Disse a alguém, logo início da estadia aqui, que São Paulo estava a ser o palco de muitas e agradáveis surpresas. E assim o foi, sempre, até ao fim, num contínuo chorrilho de prendas, presentes, surpresas, coincidências, piscares de olho e pequenas coisas boas. Mesmo daquelas que eu gosto – estranhos oferecendo-me coisas, rosas caindo no meu caminho, palavras que cruzam o meu olhar, um mundo cheio de descobertas, preenchido pela música do acaso.

Sempre fui comer pastel e conversar à Mercearia, mas não achei nada de especial. A foto reflete isso mesmo: nada de especial. Mas enfim, não podia deixar de ter ido, e sempre tem a boa qualidade de ser um sítio sem pretensões.