volta

Em vários momentos, noto que valorizo mais o processo do que o final. No final, eu vou voltar. Voltar para casa, voltar para Portugal, voltar ao que eu já era. Mas, no processo, transformei-me, vivi, aprendi. Isto não é mais do que um cliché. Mas é um cliché vivo, uma pessoa que o confirma, que o testemunha. No final, que é o ponto onde estou agora, eu volto. E volta comigo o Brasil, volta a leveza de sentimentos, a vontade de sorrir, o saber que a vida é minha por direito, tanto natural como adquirido. No final, que é este agora, continuo a estar em processo. Passou por mim a experiência de ir, a experiência de voltar, e isso também é um processo. No final, é um processo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: